ONU: Bolsonaro volta a defender tratamento precoce e diz que Brasil estava à beira do socialismo

Foto: Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro discursou por pouco mais que 12 minutos na abertura da Assembleia Geral da ONU, em Nova Iorque. Em seu discurso, Bolsonaro disse que o Brasil é referência na preservação ambiental e disse que o país estava à beira do socialismo antes do início de sua gestão.

Como primeira nação a discursar, seguindo a tradição na UNO, Bolsonaro disse que o país estava há 2 anos e 8 meses “sem um caso comprovado de corrupção”, além de afirmar que o Brasil estava à beira do socialismo. O presidente também fez relatos sobre as manifestações de 7 de setembro, afirmando que a população apoia seu governo.

Sobre a covid-19, Bolsonaro disse que até novembro todo brasileiro que quiser estará vacinado e lamentou as mortes no mundo. Por outro lado, o presidente criticou os países que não adotaram tratamento precoce contra a covid, além de dizer que é contra o passaporte de vacinação.

“Não entendemos por que muitos países se posicionaram contra o tratamento inicial”, disse, defendendo mais uma vez o uso de remédios descartados como tratamento para o novo coronavírus.

Tribuna do Norte

Postado em 21 de setembro de 2021