Natal volta a suspender aplicação de segunda dose de CoronaVac

Natal voltou a suspender a imunização com a segunda dose de CoronaVac, nesta quinta-feira (20), por falta da vacina contra Covid-19, segundo confirmou a Secretaria Municipal de Saúde.

A Prefeitura de Natal afirmou que solicitou ao governo do estado novas doses para imunizar o público que recebeu a primeira dose a partir do dia 7 de maio. Mais de 4 mil pessoas ainda precisam tomar a segunda dose.

A Secretaria Estadual da Saúde Pública (Sesap) afirmou que já entregou ao longo dos últimos dias todo o quantitativo de doses da Coronavac/Butantan solicitado pelo município de Natal, via formulário, para completar o esquema vacinal dos moradores da cidade, porém a prefeitura alega que registrou perdas porque os frascos não teriam as 10 doses previstas.

“A respeito de uma nova solicitação feita pelo município nesta quinta-feira (20) para mais 2.210 doses, alegando uma quantidade menor de doses nos frascos que o indicado pelo fabricante, a Sesap informa que está avaliando como fazer a reposição desta perda técnica apresentada”, afirmou a pasta.

Questionada sobre o assunto, a SMS afirmou que os frascos chegam a apresentar de uma a duas doses a menos que o determinado, representando uma perda média de 10%. Cada frasco deveria conter 10 doses.

Segundo a diretora do Departamento de Vigilância Sanitária de Natal, Juliana Araújo, as 2.210 doses solicitadas em ofício nesta quinta-feira (20) são as perdas já reconhecidas pelo Estado, mas o número total já passaria de 4 mil doses – justamente as que faltam para completar a aplicação da segunda dose. Os dados estão cadastrados no RN + Vacina, de acordo com ela.

“Encaminham 32 mil doses pra Natal, por exemplo, mas só aí eu perco dez por cento. São 3,2 mil doses”, considerou. “E o problema é que vai ter outro questionamento. Quando a gente receber as 4 mil doses, vamos ter outra perda de 10%”, completou.

Nesta semana, o governo havia anunciado que recebeu doses suficientes para atender as 87 mil pessoas que tinham tomado a primeira dose e aguardavam o reforço da CoronaVac no estado, segundo dados notificados pelos municípios.

Fonte: G1 RN

Postado em 20 de maio de 2021