Nova geração do sertanejo se inspira em veteranos para fazer sucesso

Do modão raiz à sofrência, o sertanejo lidera há alguns anos as listas das músicas mais tocadas no Brasil e consagrou recentemente nomes como Jorge & Mateus, Marília Mendonça e Gusttavo Lima ao patamar dos grandes artistas do mercado fonográfico do país.

Mesmo diante da grande concorrência, a música sertaneja exporta novas duplas e cantores praticamente a cada dia. Os “novatos” buscam o tão sonhado sucesso e reconhecimento tendo como inspiração alguns veteranos da música e a variedade de repertório como grande trunfo para conquistar o público – começando pelos mais jovens.

Baseado nisso que o mineiro Danilo Bottrel busca se colocar na prateleira dos grandes nomes do estilo. O cantor apostou em participações como as de João Bosco & Vinícius, Fernando Zor, da dupla com Sorocaba, além da veterana Roberta Miranda para bombar as músicas de seu último DVD, Ao Vivo em Escarpas do Lago.

“Eu sempre procurei agradar todo o tipo de público. Eu sempre penso na formação do repertório na criancinha que vai estar ali assistindo com os pais ao senhor de idade que às vezes vai estar lá no interior, só com um radinho, que vai poder me ouvir. Então tento sempre variar o meu repertório”, afirma Danilo, que é a voz de sucessos como Por Amar Demais e Foi Né.

Quem também está em busca da afirmação no mercado é a dupla Hugo & Vitor. Autores de Vou Ter que Superar, canção que explodiu na voz de Marília Mendonça, os cantores emplacaram recentemente a música Não Nego um Vamo, parceria com a dupla Israel & Rodolffo para estourar de vez no Brasil.

“Ainda não me considero sucesso, mas fico feliz pela forma como tudo aconteceu e como a minha música tocou as pessoas. Acho que foi uma soma de fatores: a verdade na hora de escrever e também ao carinho que os artistas depositam na composição”, conta os sertanejos.

Para a dupla, o fenômeno das lives durante a pandemia de Covid-19, ajudou no sucesso de muitos artistas que estão buscando o sucesso. “Acredito que como a internet é o principal meio de divulgação, principalmente durante a pandemia, o público mais jovem se firmou como o maior consumidor. Mas do outro lado, com as lives o público “família” cresceu muito, porque elas se tornaram uma forma de entretenimento para a família toda”, analisa a dupla Hugo & Vitor.

Fonte: Metrópolis

Postado em 23 de março de 2021