COVID: Relatório do FMI destaca que resposta rápida do Governo Bolsonaro impediu que 23 milhões de pessoas entrassem na extrema pobreza no Brasil

Relatório do Fundo Monetário Internacional (FMI) destaca que a resposta rápida do governo do Brasil à crise da pandemia impediu que até 23 milhões de pessoas entrassem na extrema pobreza. Sem o auxílio, esse percentual teria aumentado de 6,7% para 14,6%.

Além disso, o benefício fez a taxa de pessoas pobres no país diminuir para 5,4%. Programas de preservação do emprego, suporte financeiro para os estados e crédito para os pequenos negócios também foram apontados no relatório como iniciativas que ajudam o país a enfrentar as adversidades.

O Relatório foi publicado na quinta-feira, 03 de dezembro.

Fonte: Blog do BG

Postado em 7 de dezembro de 2020