Em depoimento, hacker contou que chegou a Glenn Greenwald através de Manuela D’Ávila

No depoimento, ele detalhou às autoridades o caminho que fez até supostamente chegar a arquivos de Deltan Dallagnol — passando por invasões a celulares de promotores de Justiça, do deputado Kim Kataguiri, do ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes e do ex-Procurador Geral da República Rodrigo Janot.

Delgatti ainda afirmou que conseguiu o número do jornalista Glenn Greenwald, dono do “The Intercept”, em conversa com Manuela D’Ávila (PCdoB), cujo contato encontrou, por sua vez, ao hackear a ex-presidente Dilma Rousseff.

Fonte: Jovem Pan

Postado em 26 de julho de 2019