MPF denuncia quadrilha suspeita de roubos a agências e caminhões dos Correios no RN

O Ministério Público Federal (MPF) apresentou denúncia contra 11 integrantes de uma quadrilha responsável por, pelo menos, 14 roubos no Rio Grande do Norte, entre março e setembro de 2018. Os réus incluem uma mulher e 10 homens, dos quais sete estão presos e três foragidos da Justiça. A ação penal trata de parte dos crimes cometidos pelo grupo e descobertos pela chamada Operação Express (deflagrada em novembro), que apurou a atuação da organização criminosa no assalto a caminhões de mercadorias e a agências dos Correios.

A quadrilha teria participado de 11 roubos a caminhões da empresa e três a agências: Serrinha, Várzea e Boa Saúde. Os assaltos aos veículos dos Correios ocorreram, de acordo com o MPF, principalmente em rodovias, dentro de municípios como Parnamirim, Macaíba, Santa Maria, Riachuelo, Goianinha, Bom Jesus e Sagi e os produtos subtraídos eram comercializados pelos comparsas.

Os alvos da ação penal têm todos entre 20 e 34 anos de idade, porém o grupo contava ainda com o apoio de uma adolescente e de outros dois homens, que foram mortos em confronto com a polícia. Eles integravam o chamado núcleo principal, que participava mais diretamente das ações criminosas, realizando os assaltos, dirigindo os veículos de fuga, mantendo os reféns e retirando as mercadorias.

Já o núcleo secundário da quadrilha, ainda segundo o MPF, tinha como responsabilidade guardar e vender os bens roubados (até mesmo através de anúncio na internet).

Fonte: G1 RN

Postado em 3 de janeiro de 2019