Temperaturas elevadas da Primavera fazem agricultores do RN aumentarem tempo de irrigação nas plantações

Neste domingo (23), o período da Primavera chegou ao Hemisfério Sul e as temperaturas ficam mais elevadas. É nesta época que o sol incide de maneira mais direta no Nordeste brasileiro, e os agricultores do Rio Grande do Norte contam que têm aumentado o tempo de irrigação nas plantações por causa do calor.

Com mais radiação incidindo sobre a terra, há mais evaporação. E quem precisa irrigar gasta muito mais água. O agricultor Francisco Necildes conta que aumentou em mais de 50% as horas de irrigação do plantio de acerola.

José Wilson Da Silva Paiva, também produtor de acerola do assentamento Pomar, zona rural de Mossoró, produz por safra cerca de 20 mil quilos da fruta. A área recebe normalmente 4h diárias de irrigação. Nesse período do ano começa a necessitar de 5h. O gasto com energia também sobe bastante, segundo ele. “Já chegou até a mil e trezentos reais aqui a energia”, disse

O sol forte dessa época do ano também pode provocar a queima da casca de frutas, como melão e melancia, produzidas na região de Mossoró. Na acerola o calor atrapalha o desenvolvimento da fruta, que acaba amadurecendo antes do tempo.

A quentura, o tempo seco e o vento forte, também características desses meses de Primavera, são preocupação para os agricultores. “Chega nessa época, vêm as queimadas, vêm os incêndios, acaba que pega um incêndio destruindo um lote, uma plantação sua. Aí tudo aquilo que você construiu vai tudo por água a baixo”, explica o produtor rural Richelly Paulino.

Até dezembro, esse o cenário que vai se manter na região nordestina. Mas os agricultores aguardam por janeiro, na expectativa de chuvas.

Fonte: G1 RN

Postado em 24 de setembro de 2018