Pesquisa da Adepol: 97% da população do RN não se sente segura

Atualmente, 97% da população do Rio Grande do Norte não se sente segura ao sair de casa. Esse é um dos principais resultados da pesquisa “Eu decido a segurança do RN”, promovida pela Associação dos Delegados de Polícia Civil do estado (Adepol/RN).

O documento com o resultado do levantamento foi entregue nesta terça-feira (11) na Assembleia Legislativa aos candidatos que disputam o cargo de governador do Rio Grande do Norte. A ideia da Adepol é que os resultados deste levantamento sejam usados pelo próximo governador do estado.

Três deles não participaram da cerimônia, o governador Robinson Faria (PSD); Freitas Júnior (Rede); e o ex-prefeito Carlos Eduardo Alves (PDT), que foi representado por seu vice, Kadu Ciarlini (PDT).

A pesquisa da Adepol também mostrou que na opinião dos potiguares, as principais medidas que devem ser tomadas para que a segurança pública melhore são investimentos em tecnologia policial (20,6%) e em políticas preventivas (19%).

Além disso, a população também acredita que para reduzir a insegurança no Rio Grande do Norte é preciso uma legislação mais rígida (18,6%) e aumentar o efetivo policial nas ruas (18%). Com relação aos crime mais temidos, roubos (39,%) e assassinatos (26,4%) foram os mais indicados. Em terceiro lugar aparece o tráfico de drogas, com 22,6%.

A pesquisa “Eu decido a segurança do RN” colheu 8147 respostas, das quais foram validadas 7778. O levantamento investigou a sensação de segurança em todas as regiões do Rio Grande do Norte.

As respostas foram colhidas por meio de um site aberto especialmente para isso. E analisadas por professores da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Felipe Macedo Zumba e Gláucio Bezerra Brandão.

Fonte: OP9

Postado em 12 de setembro de 2018