Coreia do Norte anuncia demolição de base de testes nucleares

PUNGGYE-RI, Coreia do Norte – O regime da Coreia do Norte anunciou nesta quinta-feira que demoliu seu complexo nuclear usado para testes, com a presença de jornalistas da imprensa estrangeira. A destruição da base de Punggye-ri aconteceu em um local situado abaixo do Monte Mantap, na região Nordeste do país. De acordo com a mídia sul-coreana, túneis usados para ensaios nucleares foram explodidos.

O desmantelamento planejado do local foi anunciado anteriormente pelo líder norte-coreano, Kim Jong-un, antes da cúpula prevista para 12 de junho com o presidente americano, Donald Trump. A decisão de fechar a base foi acolhia pela comunidade internacional com um gesto de Kim para estabelecer um tom positivo antes do encontro. No entanto, não é uma ação irreversível e precisaria ser seguida de várias outras medidas mais significantes para cumprir as exigências de Trump para a denuclearização.

Ainda que jornalistas estrangeiros tenham sido convidados para acompanhar o desmantelamento, inspetores internacionais não foram, o que limita o valor da medida norte-coreana. Cerca de 20 jornalistas de organizações de notícias ocidentais e chinesas, como AP, CNN, CBS e Russia Today chegaram à Coreia do Norte na terça-feira.

No início do mês, a agência central de notícias do país disse que o desmonte do complexo nuclear de Punggye-ri envolve a destruição de todos seus túneis com explosões, o bloqueio das entradas e a remoção de todas as instalações de observação, prédios de pesquisas e postos de segurança.

Em 27 de abril, durante o encontro histórico entre os líderes da Coreia do Norte e do Sul, o líder norte-coreano propôs fechar as únicas instalações de testes nucleares conhecidas no país, próximas da fronteira com a China. O local foi onde Pyongyang realizou seis testes nucleares, sendo o último em setembro do ano passado — o mais potente deles.

Fonte: O Globo

Postado em 24 de maio de 2018